quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Continuação de O passado parte 9

Quando ela  acordou, eram 02:30 da manha e ela se levantou e foi ver se seu amado havia voltado, ela andou sem rumo pela casa e quando passou pela porta de seu namorado deu uma batida de leve na porta, e quando ele abriu a porta só de cueca, ela não pode evitar de olhar para ele, quando ele via que ela não tirava os olhos dele, deu aquele sorriso que sempre me desarmava, quando dei por mim, já o estava beijando, e  me beijou suavemente, me despiu e começou me acariciar carinhosamente descendo suas mãos até meus seios e os tocando com um carinho intenso e profundo, senti sua língua descer por meu pescoço e chegar em meus seios, que nesse momento já estavam loucos, pelas caricias, ele os sugou com toda vontade como se fosse a fruta mais saborosa da terra, nesse momento eu já delirava pelo prazer inédito que sentia, ele continuou explorando cada milímetro do meu corpo, com seus toques e caricias,  eu ia ao  delírio a cada nova descoberta, ele me beijou por todo corpo, e foi descendo sua língua suavemente por meus seios até o ventre, e parou com a boca novamente em meus seios os sugando novamente, ao mesmo tempo em que  se aconchegou em cima de mim fazendo com que nossos sexos se encontrassem  e nesse instante  nossos corpos  se beijaram num contato intenso, me levando ao êxtase de prazer. Ao me ver naquele estado, pude ver  o prazer estampado em seus olhos , ele não resistiu e tocou meu sexo encharcado de desejo, sem pudores, pela primeira vez. Começou a acariciá-lo em movimentos circulares me levando ao delírio de prazer, eu gemia alto, tamanho o prazer que estava sentindo, estava descobrindo um prazer que jamais havia imaginado existir. Continuou acariciando meu clitóris e penetrou-me suavemente com um dedo, e depois fez movimentos de vai e vem, me levando a gozar, e ele também, senti espasmos de prazer que me levavam a um estado de frenesi inédito e delicioso. Ele esperou alguns segundos eu me recuperar, e posicionou sua língua ao redor de meus grandes lábios, me torturando por alguns segundos, até que eu implorasse por mais daquele prazer , e só assim ele  me sugou como se aquele fosse o néctar dos deuses , do qual só ele teria o prazer de provar, gozamos juntos,  e assim seguimos durante toda a noite até exaustos adormecerem lado a lado.


sábado, 21 de junho de 2014

O valor da Amizade

Eu me perguntava o que dizer sobre a amizade? A amizade e um dos bens mais preciosos  que temos em nossas vidas, tem amigos que mesmo que tenham passado pouco tempo em nossas vidas, passam muitos aprendizados para nos, e tem os amigos que mesmo que tenham se afastado sempre estarão em nossos corações, tem os amigos que sempre estarão ao nosso lado, mesmo você não o querendo por perto, e mesmo sem você saber esse amigo te ajuda, tem os amigos que são como irmãos, e com esses amigos que contamos nossas alegrias, nossas tristezas, nossos medos, nossos sonhos. As amizades são feitas de gargalhadas, de micos que passamos na frente de amigos que irão nos zoar pelo resto da vida, que irão nos dar conselhos quando precisarmos, que irão nos dar colo quando precisarmos, que nos darão broncas por atitudes que não sejam legais, que sempre saberão quando não estamos bem, que com um simples oi saberão que algo não esta certo, muitas vezes  são esses amigos que nos ajudam nos momentos que nos mais precisamos. 

sábado, 26 de abril de 2014

Continuação de O passado parte 8

Por mais que ela tentasse não estava conseguindo dormir, por um lado por não conseguir parar de pensar no que poderia estar naquela gaveta e por outro lado ter medo de escuro, então como não conseguia dormir se levantou e foi parar na porta de seu namorado, ela bateu na porta e ele atendeu com uma cara de sono e perguntou:
- O que aconteceu pra você vir aqui uma hora dessa amor?
- Sabe o que e amor eu tenho muito medo de escuro e gostaria de saber se poderíamos dormir juntinhos? Assim eu não teria tanto medo
- Claro que você pode meu amor
 Ela entrou no quarto e os dois se deitaram para dormir, só assim Michele caiu no sono.
 Era por volta de 09:00 horas quando ela acordou e reparou que seu amado não estava na cama, e mil coisas se passaram em sua cabeça, foi quando a porta se abriu e lá estava ele segurando uma bandeja com o café da manha deles e ela perguntou:
- E para mim?
- Na verdade e para nos dois
- você e tão fofo amor
 Ela pegou a bandeja dele e a colocou em cima da escrivaninha que tinha no quarto e ela se aproximou lentamente, colocou a mão dela no pescoço dele, faz carinho e com a outra mão colocou em seu rosto, olhou bem dentro de seus olhos, vai se aproximando e a cada passo que se aproxima sente a respiração dele se acelerar, toco nossos lábios, um beijo inocente como se fosse o primeiro, o inclino um pouco e acaricio seus cabelos, seguro em sua cintura , parando o beijo em leves selinhos, ela abre os olhos e sorri para ele. E ele diz:
- Nossa você nunca me beijou assim você gostou do beijo?
- Claro que gostei você me surpreendeu
- Que bom que você gostou
 Os dois se sentaram na cama e começaram a tomar o café da manha deles.
 E ele disse:
- Eu vou precisar ir ao mercado porque esta faltando algumas coisas, você se importaria de esperar umas duas horas?
- Claro que não me importo, quando você voltar eu estarei te esperando
 Ele saiu e meia hora depois ela entrou no quarto e ela viu que a gaveta estava aberta e ela estava com um dilema: confiar nele ou invadir a privacidade dele, mas a curiosidade dela estava muito maior ainda, quando ela abriu a gaveta, ela viu algumas fotos de quando ele era menor com seus pais, e bem em baixo dessas fotos tinha um recorte de jornal onde estava escrito:
- Família e morta por filho de 14 anos, porque estava dirigindo embriagado.
  Depois de ler essa manchete, ela guarda as coisas no lugar e volta para seu quarto pensar.

  Ela se deitou na cama e se colocou a pensar: Será que ele realmente matou os pais dele? E mais será que foi de proposito? De tanto pensar ela acabou caindo no sono.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Continuação de O passado parte 7

Para faze - la esquecer sobre os pais dele,ele a convidou para irem tomar sorvete,depois de tomarem sorvete,ele a levou para conhecer um lugar que só ele conhecia,mas antes de chegar la, a vendou e depois de um tempo andando, tirou a venda dela e ela viu a vista mais linda,dava para ver o parque todo e quando deu por si seu amado chegou bem perto ate seus corpos se tocarem e ele disse em seu ouvido: feche os olhos.
Ao fechar os olhos pensou: o que ele esta aprontando?Ele chegou bem perto e lhe deu o beijo mais excitante que havia provado,um beijo de tirar o folego,quando abriu os olhos percebeu que ele não tirava os olhos dela e perguntou:
- O que esta olhando?
- Eu estou olhando o quanto  você esta linda
- Assim você me deixa sem graça
- Mas por que?Eu só estou falando a verdade
-Porque sim,o que vamos fazer depois daqui?
- Isso sera surpresa e não adianta que eu não vou te contar onde te levarei
- Que maldade, não vai dar nenhuma pista?
- Não darei nenhuma pista,você sabera quando chegar la
- Vai me deixar curiosa mesmo?
- Claro que te deixarei curiosa,assim vai ser muito mais interessante
- Então vamos?
- Vamos sim,ele a pegou pela mão e foram ate o carro
Entraram no carro e viajaram durante umas 2 horas
- Onde estamos?
- Já estamos chegando então você vera
Eles chegaram a um fim de estrada de terra,onde dava para ver uma cidadezinha litorânea,um mar azul claro,com a linha do horizonte bem definida e o sol se pondo.
- Que lugar lindo,onde estamos?
- Estamos em uma cidadezinha  chamada Buraco da Gia
- Que nome mais engraçado,é serio?
- Sim
- Mas por que tem esse nome?
- Isso eu não sei
- Quanto tempo passaremos aqui?
- Vamos embora de manhãzinha
- Que tal darmos uma olhadinha pela cidade
- Eu adoraria ainda mais estando ao seu lado
- Então vamos
Era uma cidade monótona,com ruas de pedra e pouco movimento,ainda mais perto do mar,mas mesmo assim o lugar tinha uma das vistas mais lindas que ela viu
- Nos vamos passar a noite aqui?
- Sim,por que?
- Porque eu não avisei para os meus pais
- Entendi
- Espera um minutinho que eu já volto
- Esta bem,só não demore muito
Meia hora depois,ela voltou dizendo:
- Já avisei aos meus pais,vamos ficar onde?
- Vamos ficar em uma casinha que eu tenho
- Desde quando você tem essa casinha?
- Desde a morte dos meus pais
- E como eles morreram?
- Isso eu não posso te contar
- Por que não pode me contar?
- Porque isso é coisa do meu passado e eu não gosto de ficar falando sobre isso
- Por que não gosta de ficar falando sobre isso?
- Porque a culpa foi minha dos meus pais estarem mortos
- Como assim a culpa foi sua dos seus pais estarem morto?
- Não direi mais nada,eu vou dar uma saidinha e já volto espere aqui esta bem?
- Tudo bem,só não demore que já vai escurecer e eu não quero ficar sozinha a noite
- Esta bem
Duas horas depois ele voltou todo arrependido de ter falado daquele jeito com ela e falou:
- Me desculpe por ter agido daquela forma quando você perguntou dos meus pais,é que esse é um assunto muito delicado para mim
- Esta perdoado,mas não precisava ter  saído daquele jeito,você me deixou aqui sozinha durante duas horas,o que você iria fazer se tivesse acontecido alguma coisa comigo?
- Me desculpa por ter te deixado sozinha por tanto tempo,não foi minha intenção te deixar sozinha,eu só precisava esfriar a cabeça.
- Esta bem,vamos deixar isso pra la e nos divertir,foi pra isso que viemos para cá,não foi?
- Claro que foi,vamos entrar no carro que eu já te mostro a casa em que vamos ficar
- Então vamos que daqui a pouco vai escurecer
- É mesmo,melhor irmos logo
Meia hora depois,chegaram a casa e entraram,a casa tinha dois quartos ,um banheiro e a sala e era um lugar aconchegante.
- Vou dar uma saida,para comprar umas coisas para comermos,quando sentirmos fome,tudo bem de ficar sozinha?
- Não tem nenhum problema,aproveito para dar uma descansada
- Então ja volto
- Esta bem
Meia hora depois ela resolveu dar uma olhada na casa para ver o que encontrava,entrou no quarto dele e viu uma gaveta com cadeado,porque sera que ele tem uma gaveta com cadeado,mas antes que ela pudesse achar a chave ouviu um barulho de carro e viu ele chegando,saiu do quarto e fingiu que estava lendo,quando ele chegou perguntou:
- Demorei muito?
- Não,foi rapidinho
- Me ajuda a pegar as coisas no carro?
- Ajudo sim,vamos logo que estou com fome
- Esta  bem
Pegaram as compras e entraram e ela perguntou :
- O que teremos de bom?
- Teremos arroz,feijão,frango,uma saladinha e de sobremesa um musse de maracuja,que tal?
- Esta otimo,mas é você que vai fazer?
- Claro que nao,fui em um restaurante
- Ah ta,melhor assim
- Por que melhor assim?
- Porque eu nao iria cozinhar nao
- Você não iria gostar de cozinhar comigo?
- Se fosse com você,seria diferente
- Por que seria diferente?
- Porque se a comida ficasse ruim,a culpa não seria so minha
- Entendi,então vamos arrumar a mesa para jantarmos?
- Vamos sim
Eles arrumaram a mesa e se sentaram para jantar,enquanto eles jantaram,ele perguntou:
- O que ficou fazendo enquanto eu fui ao restaurante?
- Fiquei aqui no sofa lendo e nem vi a hora passar
- Que bom,vamos arrumar as coisas e vamos dormir?
- Vamos sim
Depois que arrumaram as coisas,cada um foi para seu quarto e ela pensou:
- Sera que ele vai perceber que eu entrei no quarto dele?

sábado, 9 de fevereiro de 2013

O passado parte seis


Chegando em casa,ela deitou na cama e relembrou o beijo e mandou uma mensagem para ele
- Estou com saudades,vamos marcar de sair amanha depois da escola?
- Vamos sim,posso escolher o lugar ou vc prefere escolher?
- Você pode escolher sim,quero que seja surpresa
- Esta bem,vou preparar as coisas então,beijos e ate amanha
- Beijos
Depois de desligar o telefone,ele começou a pensar onde levaria ela no dia seguinte. Depois de muito pensar ele resolveu leva - la ao seu parque preferido,ele pegou as coisas que precisava e colocou em sua bolsa e depois de tudo pronto,ele foi dormir ansioso pelo dia seguinte.
Chegando na escola ele viu que ela ja estava la e foi falar com ela
- Oi
- Oi
- Esta ansiosa para o nosso passeio?
- estou ansiosa sim,temos que entrar a aula vai começar
Quando a aula acabou ele foi a saída esperar por ela,e quando ela apareceu e ela perguntou
- Onde nos vamos?
- Isso sera surpresa
Ele alugou um carro,ele abriu a porta para ela e pediu para que entrasse no carro e os dois foram para a estrada, ela estava muito curiosa para saber onde passariam a tarde e então perguntou:
- Onde passaremos a tarde?
- Isso é surpresa mas você vai adorar
Passadas 1 hora ele disse a ela:
- Ja chegamos, feche os olhos
Ela fechou os olhos e ele colocou uma venda nela
Os dois andaram durante um tempo e ele a parou em um lugar e pediu para que tirasse a venda.
Quando ela tirou a venda e olhou em volta,ela ficou maravilhada com a beleza a sua volta.
Ela perguntou:
- Desde quando você vem nesse lugar?
- Desde pequeno,quando eu vinha com os meus pais.
- O que aconteceu com os seus pais?
- Eu não gosto de falar sobre isso
- Por que não gosta?
- Porque mexe com o meu passado.

sábado, 28 de julho de 2012

O passado parte cinco


Ele foi se aproximando dela e quando chegou perto lhe deu o beijo mais paixonante que ela havia experimentado,quando os dois ouviram um barulho e ele disse para ela:
-Fique quieta
-Mas por que tenho que ficar quieta?
-Porque estou escutando a minha amiga me chamando
-Esta bem vamos esperar
-Você faria isso por mim?
-Claro que sim
Enquanto esperavam a amiga dele ir embora ela começou a fazer perguntas a ele
-Como são os seus pais?
-Eu não estou afim de  falar sobre isso
-Mas por que não?
-Porque eu não quero falar deles
Ela pensou:
-Por que sera que ele não quer falar dos pais mas nada  disse
-Quando a amiga dele foi embora ele disse:
-Vamos continuar de onde paramos?
-Melhor não vai que ela volte e o q você vai fazer?
-A próxima vez que eu vê - la prometo que falarei com ela
-Quero só ver hem
 Então nossos olhos se cruzaram, fomos lentamente nos aproximando, até que numa dose de doce paixão nossos lábios se encontraram, foi como se meu corpo não me obedecesse mais, não resistia aquele encontro de desejos. A força do amor era mais forte que eu, o céu parecia ter descido sobre nós. Não podia conter a alegria de beijar o homem que me fez conhecer o sentido de amar.

domingo, 20 de maio de 2012

O passado parte quatro


Eles estavam se beijando,quando apareceu a amiga de Denis,e a Michelle disse para ele:
 -Olha la sua amiga
Quando ele a viu,ele a puxou e se escondeu
 -Por que não podemos ficar lá?
 -Por que não?
Ela pensou:
"Com certeza esta se escondendo da amiga",mas nada disse.
E disse:
 -Estou indo embora
 -Mas por que esta indo embora?
 -Você ainda pergunta?
 -Claro,não sei o que fiz?
 -Então tchau.
 Ela virou as costas e estava indo embora quando ele a chamou e falou:
 -Esta bem eu te conto
 -Então me diga o por que se escondeu?
 -Eu me escondi por causa da minha amiga
 -Eu sabia
 -Sera que eu posso continuar?
 -Pode sim
 -Estava me escondendo dela porque ela não sai do meu pé,ela quer ficar comigo,mas eu não quero,por isso estava me escondendo.
 -Entendi. Uma pergunta por que você colocou o seu numero no meu celular?
 -Eu coloquei por uma razão muito simples
 -Por qual razão?
 -Porque eu queria que você me mandasse mensagem e me ligasse.
 -Jura?
 -Sim
 -Mas você começa me mandando mensagem.
 -Mas tem que ser eu?
 -Sim,ou nada feito.
 -Esta bem mas precisa ser agora?
 -Claro que não,estamos juntos agora. E que tal voltarmos a fazer o que estávamos fazendo?
 -E o que seria?
 -Seu bobo,você sabe muito bem.
 -Eu sei,eu só queria que você falasse.
-Mas onde vamos ficar aqui ou la fora?
-Vamos ficar aqui esta tão legal
E ela pensou:
Com certeza esta com medo da amiga descobrir que estamos ficando,mas nada disse